• Spotify ícone social
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
  • Dennis Souza

Mercado de eSports se profissionaliza e cresce a passos largos no Brasil

A 10ª edição da Brasil Game Show (BGS) reuniu na capital paulista, entre os dias 11 e 15 de outubro, um público de aproximadamente 330 mil pessoas – 10% a mais que em 2016. A presença dos expositores também cresceu: agora foram 240, cerca de 20% a mais que no ano passado. Os números destacam não apenas a expansão do segmento de games no Brasil – mesmo em tempos de recessão econômica, mas representam a consolidação no país do mercado de esportes eletrônicos (eSports).


Segundo Vides, os esportes eletrônicos viraram “brincadeira de adulto” há algum tempo. “Se tornou negócio sério, é acompanhado por milhões de pessoas e movimenta bilhões ao redor do mundo. Só o Brasil tem 11,4 milhões de espectadores de eSports. O país representa quase a metade da audiência na América Latina, que é de 23,7 milhões pessoas. Somos o terceiro maior mercado de esportes eletrônicos no mundo. Perdemos apenas para os Estados Unidos e para a China, de acordo com dados divulgados pela Newzoo”, destaca Beto Vides, se referindo à consultoria norte-americana.



O movimento de uma gigante como a Vivo, dentro do segmento de eSports, é muito bem calculado e elucidativo. A estratégia é clara: se aproximar cada vez mais do público gamer e atender as demandas próprias dos consumidores desse segmento, que costumam ter um ticket médio bastante elevado: existe que ganha para jogar e há aqueles que pagam para assistir. Neste ano, o mercado de eSports terá uma base de 385 milhões de espectadores únicos ao redor do mundo, faturando US$ 696 milhões. A expectativa é que esse número suba para US$ 1,5 bilhão até 2020, segundo projeções da Newzoo”, pontua Vides.

A ideia de que os games são algo restrito, para jogadores “hardcore”, perdeu completamente o sentido. Os jogos estão cada vez mais inseridos no dia a dia das pessoas e já são parte importante para diversão e também para o engajamento. O mercado vem enxergando esse potencial, que é gigante. Os maiores players, claro, já traçando as suas jogadas”, finaliza o responsável pela eBrainz.

A empresa é a primeira agência do mercado brasileiro especializada em marketing esportivo para eSports, focada em criar experiências únicas voltadas a apaixonados por esportes eletrônicos. Nascida em 2016, desenvolve projetos arrojados que conectam atletas, clubes e investidores em relações sustentáveis. Os três principais pilares são: comercialização de patrocínio e espaços, planejamento de campanhas e ativações, além de consultoria em eSports.

A partir dos valores de marca, a eBrainz insere os embaixadores mais aderentes do cenário eSportivo brasileiro (equipes, atletas e eventos) em ações criadas tailor-made. Também desenvolve estratégias que conectam marcas e empresas de diversos segmentos ao mercado de esportes eletrônicos, impactando no momento mais propício consumidores de targets variados, sobretudo das novas gerações. Através de abordagens específicas, a agência ainda avalia e desenvolve projetos customizados com o propósito de elevar a geração de receitas. Para saber mais da agência CLIQUE AQUI.

#BetoVides #eBrainz #esports #VivoKeyd

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Design sem nome (63).png
  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon