• Spotify ícone social
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
  • Dennis Souza

Impressões | Hellboy

Recentemente comemorou-se os 25 anos de Hellboy, criado por Mike Mignola, ganhou 2 filmes nas mãos do brilhante Guillermo del Toro, com Ron Pearlman encarnando o “vermelhão” de forma estupenda, no qual todos aguardavam uma conclusão com um terceiro filme, imaginando encerrar o arco com uma belíssima trilogia, o que infelizmente não aconteceu (uma pena, mas uma pena meeesmo!)

Ao invés disso, o estúdio preferiu rebotar a franquia colocando Neil Marshall na direção (Marshall para quem não sabe já dirigiu alguns episódios de GOT, o regular Abismo do Medo e os irregulares, Centurião e Juízo Final) e a responsabilidade de encarnar o novo Hellboy acabou parando nas mãos do xerife Hopper de Stranger Things, David Harbour, (nos cinemas Harbour participou de diversos filmes como O Protetor, Esquadrão Suicida, 007 – Quantum of Solace e outros).

A intenção era dar novos ares ao anti-herói de forma mais sombria com uma pegada mais adulta e que se assemelhasse as HQs.

Ledo engano. Este novo Hellboy é uma verdadeira bomba concebida de forma muito mal intencionada, mal executada, mal dirigida, em todos os aspectos possíveis.

Marshall tem aqui uma direção totalmente enfadonha, um roteiro confuso, atropelado, sem sentido, uma edição esquizofrênica, onde o principal propósito e objetivo é apenas mostrar sangue (muito sangue gratuitamente!), e corpos sendo mutilados e decepados, com criaturas horrendas e muito mal feitos.

Um trabalho de CGI absurdamente terrível, a caracterização de Harbour como Hellboy é uma vergonha, falta-lhe expressão, veracidade, imponência, totalmente o oposto de Ron Pearlman que carregava empatia e muito carisma! Harbour tenta, se esforça, se dedica, mas infelizmente em vão.

Nem mesmo o ator Ian McShane se salva (longe de suas atuações sólidas como na franquia John Wick ou na série Deuses Americanos), Milla Jovovich como a vilã Rainha de Sangue é pura vergonha atuando, a canastrice fala mais alto!

Hellboy por muitas vezes me pareceu ter sido concebido pelo ex-diretor alemão Uwe Boll, que ficou conhecido por produzir aberrações com suas adaptações de games para o cinema (alguém se lembra de BloodRayne, Alone In The Dark?!), é um filme desleixado e muito irritante.

Tenho absoluta certeza que Guillermo del Toro e Ron Pearlman devem estar rindo (e muito!) neste exato momento!

Que presentão Hellboy ganhou com seus 25 anos heim?!

Merecia mais, muuuito mais, bem mais do que isso!

Nota: 2/10

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Design sem nome (63).png
  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon