• Spotify ícone social
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
  • Dennis Souza

Impressões | Ford vs. Ferrari

Hollywood sempre flertou de tempos em tempos com o automobilismo, “Dias de Trovão” de 1990 (o meu favorito!) com Tom Cruise, o fraquíssimo “Alta Velocidade” de 2001, com Stallone vivendo um piloto veterano (oi?!), o mais recente e porque não dizer eficiente “Rush – No Limite da Emoção” de 2013, com o “Thor” Chris Hemsworth e o “Barão Zemo” Daniel Bruhl, o modesto Need for Speed de 2014 (ok, tem outra pegada, mas acabei incluindo) com Aaron Paul de Breaking Bad , e claro, a franquia “Carros” da poderosa Disney.

É irônico dizer que justamente em um período em que a maior fabrica da Ford em São Bernardo do Campo fecha suas portas, após 52 anos de atividade, chega ao Brasil o filme Ford vs. Ferrari com direção de James Mangold (Logan) e com os astros Matt Damon e Christian Bale como protagonistas.

Mangold é um diretor difícil de decifra-lo, oscila com propostas de filmes totalmente diferentes, que vão desde o horrível Encontro Explosivo (Tom Cruise e Cameron Diaz), aos ótimos, Logan e Os Indomáveis (também com Bale).

Com uma direção confiante, Mangold, esmiúça os bastidores do automobilismo, mesclando cenas de corridas até que eletrizantes, porém previsíveis (ponto fraco), onde os takes de filmagens realçam a estilização da ação, a edição muda o tempo inteiro de ponto de vista de forma singular buscando ângulos bem inusitados e a mixagem de som está absurdamente perfeita (ponto alto), é robusta e totalmente sensorial, o som é alto (principalmente no ronco dos motores e nas trocas de marchas), pesado e potente.

Baseado em fatos, a primeira é pioneira na produção de carros em série, a segunda é conhecida pelo prestígio e pela maneira mais “artesanal” de se confeccionar carros, além de ser campeã em corridas, e isto a Ford quer mudar, é nesse momento que entram os nossos dois protagonistas.

Matt Damon é Carrol Shelby, um excepcional engenheiro e ex-piloto que desenvolve carros de alta potência, recrutado por Lee Iacocca (Jon Bernthal eficiente na medida) para desenvolver um poderoso carro em apenas 90 dias, e ainda, ganhar a famosa corrida de 24 horas de Le Mans na França.

Para isso acontecer, Shelby precisa da ajuda de seu amigo Christian Bale (Ken Miles), um exímio piloto e mecânico por sobrevivência, genioso e de pavio curto, acaba não agradando os executivos da Ford…

Damon e Bale tem química e carisma em tela, ambos estão ótimos em suas respectivas performances, mas, Bale se sobressai e se destaca com seus trejeitos mais expansivos em expressão e fisicalidade (apesar de eu não achar que ambos sejam merecedores do Oscar).

Por fim Ford vs. Ferrari é um filme longo, porém, dinâmico e suas 2 horas e 33 minutos passam voando numa velocidade incrível, retrata uma parte da história destas duas icônicas marcas, num filme que dosa bem o drama de seus protagonistas, com sequencias de extrema competência técnica.

nota: 7/10

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Design sem nome (63).png
  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon