• Spotify ícone social
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
  • Dennis Souza

Impressões | Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald

Antes de tudo preciso informar aos senhores (e senhoritas também) que infelizmente não sou fã da franquia Harry Potter (é eu sei, me perdoem), mas sempre respeitei e admirei muito a franquia que hoje é sem sombra de duvida os ovinhos de ouro da Warner, é uma franquia muito querida e idolatrada por uma legião de fãs espalhados pelo mundo…

É preciso concordar que, J.K Rowling entende como ninguém cativar seu publico, criou um universo literalmente “fantástico” e surpreendente, e é hoje uma das maiores autoras da atualidade.

Com o término da franquia Harry Potter (foram 8 filmes nos cinemas), a Warner (óbvio!) decidiu criar uma nova franquia baseada no livrinho Animais Fantásticos e chamou a própria Rowling para roteirizar os cinco filmes (já anunciados!).

Se o primeiro Animais Fantásticos e Onde Habitam foi uma divertida aventura que apresenta uma “espécie” de Indiana Jones da magia, aqui muito bem interpretado por Eddie Redmayne (cheio de trejeitos), portando apenas uma maleta especial cheia de animais poderosos (que adora cuidar e protege-los), o segundo expande este universo, traz uma trama densa e igualmente tensa num verdadeiro deleite visual de primeira.

Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald carrega uma trama complexa, diria até, confusa em dado momento, com muitas sub-tramas desnecessárias, mas com um apuro visual incrível, e absurdamente deslumbrante.

A direção fica por conta do veterano David Yates (que já dirigiu 5 filmes da franquia), acostumado e habituado, dita o tom da história.

Com efeitos especiais de ponta, uma fotografia exuberante, Yates capricha na ação, com cenários grandiosos, rico em detalhes, feita de forma delicada e madura.

O elenco é um caso à parte, além de Redmayne como o protagonista Newt Scamander (sempre carismático), temos também Callum Turner como o irmão de Newt, Theseus Scamander (com uma atuação sólida), destaque para Jude Law como o jovem Dumbledore, diferentemente do vilão caricato e no piloto automático que interpretou no recente anabolizado “Rei Arhtur”, Law volta com uma atuação consistente, verdadeira e marcante.

Depp volta a viver o vilão Gellert Grindelwald, discreto, mas eficiente, Ezra Miller como Credence, brilhante, Dan Fogler continua divertidíssimo como o cômico Jacob, já Zoe Kravitz infelizmente derrapa um pouco com sua Leta Lestrange.

Com um desfecho que transforma o filme em um degrau para uma escada maior, Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald carrega um senso de urgência, é visualmente “fantástico”, inflado demais, mas deve agradar aos fãs com seus momentos nostálgicos (assim eu espero!).

nota: 8/10

0 visualização0 comentário
Design sem nome (63).png
  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon