• Spotify ícone social
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
  • Dennis Souza

Crítica | Obsessão

Que faz parte do processo criativo de todo artista falar sobre suas dores e perdas, não é novidade. Normalmente falamos sobre nossos conflitos, pois são eles quem nos movimentam até uma possível superação, afinal, quando está tudo “Calibrado”, não temos muito o que dizer… talvez até tenhamos, mas geralmente “o ser humano se apega aos seus sofrimentos e os expõe como troféus”. Parto desta máxima para dizer que assim como muitos outros filmes exibidos no cinema recentemente (Nasce uma Estrela, Vingadores Ultimato, Cemitério Maldito…), Obsessão também fala de PERDA, da forma como as pessoas lidam com ela e a consequente solidão em que se colocam, porém, de uma forma um pouco diferente, não se apegando tanto a questões sentimentalistas, mas sim, discorrendo sobre a forma como ele nos afeta e nos tira do eixo.

Dirigido por Neil Jordan (Entrevista com o Vampiro – 1994), o filme conta a história de Frances, personagem interpretada por Chloë Grace Moretz (incrível ver o desenvolvimento dela como atriz e como sua interpretação está mais madura), uma jovem cuja mãe acabou de falecer e que se muda para Manhattan para morar com uma amiga, pois tem problemas de relacionamento com seu pai.

Em dado momento, forma uma amizade improvável com Greta – personagem interpretada de forma forte e precisa por Isabelle Huppert (Atriz Francesa com uma vasta carreira) – uma senhora viúva que assim como Frances, precisa lidar com a dor da perda e sua solidão cotidiana.

A medida em que se tornam amigas, se completam, projetando uma na outra a imagem de alguém que viria a suprir a ausência de um ente querido. Frances percebe comportamentos estranhos  vindos de Greta e o que se segue, é um jogo de Gata e Rata, que como o título do filme propõe (diferente do título original: Greta), a Obsessão sobre a relação é o que movimenta a trama.

A Direção de Neil Jordan é percebida positivamente a cada cena. O filme tem uma textura muito bonita, com cores e luzes bem marcadas que geram um sentimento de acolhimento sempre que as protagonistas estão juntas, nos momentos de apresentação das personagens e de seus conflitos internos. O ritmo das cenas é mais lento, mais refinado, com o tempo necessário para desenvolvimento das personagens e os diálogos estão na medida, são pouco expositivos, o que nos permite sacar as necessidades de cada uma a cada nova cena, sem grandes excessos e as boas interpretações das atrizes atribuídas a esse cuidado da direção, nos pega de jeito, nos deixando curiosos e aflitos a cada nova situação. Isabelle Huppert foi para mim uma surpresa muito boa no papel de Greta. Seu olhar forte e inquisitivo com certeza vai deixar muita gente assustada.

Achei a trilha sonora bastante instigante e ela nos conduz brilhantemente, seja percebendo ambientes como a casa de Greta e sua aptidão ao tocar seu piano, ou em momentos mais tensos, como por exemplo na cena do sonho, onde utilizam uma música diferente, mais estilizada e com uma percursão que propõe a ideia de elipse (passagem de tempo). Outro ponto positivo é a ausência de Jumpscare – recursos de som utilizados para que o publico literalmente pule na poltrona nos momentos de sustos – pois se havia algum, sinceramente, não notei.

Finalmente, Obsessão (ou Greta) é um filme simples, que não se propõe a ser algo maior do que realmente é, com uma linha narrativa bem coesa e um ritmo que para alguns pode parecer lento, mas que permite o desenvolvimento das personagens, seus conflitos pessoais e o conflito principal da trama, de forma a não deixar o espectador perder o interesse por aquilo que acontece em tela. Menos é mais e o cinema tecnicamente perfeitinho de Neil Jordan nos entrega um bom filme, que parece não se preocupar muito com o fato de estar em meio a uma avalanche de filmes de Heróis, o que na minha opinião, é o acerto deste filme.


#Greta #ChloëGraceMoretz #IsabelleHuppert #CríticaObsessão #Obsessão #NeilJordan

0 visualização0 comentário
Design sem nome (63).png
  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon