• Spotify ícone social
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
  • Dennis Souza

Crítica | Meu Ex É um Espião

Mila Kunis e Kate McKinnon formam uma dupla infalível no filme Meu Ex É Um Espião, que chega aos cinemas no dia 23 de Agosto.

A história segue as duas amigas Audrey (Mila Kunis) e Morgan (Kate McKinnon), inseparáveis desde sempre, até mesmo quando Audrey descobre que seu ex namorado Drew (Justin Theroux) é na verdade um espião da CIA disfarçado.

O filme permeia bastante a comédia escrachada, com McKinnon levando vantagem nessa área e nos entregando uma personagem divertida, icônica e sem filtros que vai, o tempo inteiro, ser “a mais”. Para Kunis sobra um papel um pouco mais pé no chão e mais conectado ao drama e ao roteiro da história.

O interessante é que, dessa forma, as duas se completam e equilibram durante a trama do filme, mas a verdade é que, em alguns momentos, Morgan é realmente “a mais” e chega a incomodar, especialmente na sua cena solo com Nadedja (Ivanna Sakhno), já que Audrey não está ali para ser o contrapeso.

Tanto Morgan quanto Nadedja são personagens muito caricatas e que acabam pecando pelo excesso quando estão sozinhas, especialmente em um momento onde a cena com Audrey é muito dramática e tensa, e acaba não balanceando de forma satisfatória.

As piadas são divertidas e com um timing perfeito, que leva o público as gargalhadas na sala de cinema, mas é exatamente no roteiro que o filme parece pecar um pouco. Por ser uma comédia, muitas vezes a piada ganha mais importância do que uma história redondinha e interessante e isso faz com que o filme perca o seu ritmo.

A verdade é que o trio dourado do filme é Kunis, McKinnon e Sam Heughan, que faz o agente Sebastian, mas ele demora a ser introduzido como parte da gangue e o filme só começa realmente depois desse momento.

As cenas de ação são muito bem feitas e tão frenéticas quanto o resto do filme, com destaque para a cena no restaurante em Viena e a perseguição de carro que faz uma sátira muito clara dos filmes de ação protagonizados por homens.

O filme introduz muitos momentos feministas, com frases importantes e que ajudam a aumentar ainda mais a sensação de que o que a gente realmente precisa são mais filmes de ação e comédia escrachada protagonizados por mulheres.

As reviravoltas do filme vem, e são muitas, e no final tudo é muito divertido e absurdo. Um detalhe interessante são os momentos onde a amizade das duas entra em foco e entendemos que, muito antes de ser um filme de espiões, ele é um filme sobre melhores amigas.

Você e a sua melhor amiga com certeza vão se identificar com muitas das situações, mesmo se vocês não tenham se tornado espiãs por acaso, depois de um ex namorado.  A cereja em cima do bolo com certeza é a cena “extra”, depois que o filme termina, que nos deixa com aquela vontade de ver uma continuação.


#criticameuexéumespião #katemcKinnon #MeuExÉUmEspião #MilaKunis

0 visualização0 comentário
Design sem nome (63).png
  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon