• Spotify ícone social
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
  • Dennis Souza

Crítica | Deadpool 2

Deadpool foi um herói chave para que entrássemos na nova fase de filmes de Super-Heróis no cinema. E isso não tem nada a ver com Fase 3 da Marvel não, e sim com a forma com que consumimos cinema de heróis e como esse cinema é vendido.

Deadpool foi um dos primeiros a quebrar os parâmetros, a realmente inovar e ir além, a sair da chamada formulinha que vimos ser feita e refeita em tantos filmes nos últimos 10 anos. Deadpool também foi o primeiro super-herói só para maiores, violento, engraçado, divertido e sem medo. Mas ele também foi um salto totalmente no escuro e que deu certo. A questão agora é: E Deadpool 2? Vai funcionar tão bem?

A resposta é bem mais complicada do que vocês imaginam, porque é sim e não. Deadpool 2 trás o nosso herói politicamente incorreto de volta para as telonas e cheio de referências, antenado em todas as piadas e pronto para tirar sarro de quem quer que você seja: Quer pertença ao universo Marvel, Fox ou Sony, quer você nem super-herói seja.

E junto com sua personalidade já bem conhecida e muito amada pelo público, o filme vem com um ritmo ainda mais frenético do que o primeiro, com a intenção de não deixar o público respirar enquanto assiste, realmente rir até não aguentar mais.

Mas então parece um filme realmente incrível, certo? Deadpool vem para tirar sarro de todos os heróis existentes e de todos os filmes existentes. Certo… E errado. Se no primeiro filme nós tínhamos um herói que quase ninguém conhecia, pronto para ser apresentado ao mundo e ganhar o amor de todos com seu jeitinho, Deadpool deu um jeito de entregar um filme de origem que se diferenciava de todos que tínhamos visto até ali e por isso é tão incrível e genial. Wade quebra a quarta parede em momentos épicos e conversa com o público enquanto narra a história. E Deadpool 2 acabou sendo mais do mesmo.

Eu não vejo isso de forma totalmente negativa, claro. O personagem e o filme tem a sua própria personalidade e cativou o seu público exatamente por isso e isso definitivamente deve ser levado em conta na sequência, mas Deadpool 2 não é um filme memorável, não se destaca dentro do gênero apesar de ser uma comédia politicamente incorreta muito genial.

O problema é que Deadpool 2 deveria trazer tudo de incrível do primeiro filme e adicionar um roteiro impecável e nisso, o filme acaba pecando. O ritmo frenético também não ajuda nessa frente, já que em muitos momentos fica difícil entender em qual ponto da história estamos e para onde exatamente ela está indo e ao final de duas horas você sente que viu muitas coisas e ao mesmo tempo não viu nada de tão relevante.

O grande mérito de Deadpool 2 realmente são suas piadas e seu front-man incrível, Ryan Reynolds, que mais uma vez prova ter nascido para fazer esse papel. Os personagens secundários são bem interessantes mas deixam a sensação de estarem sendo mal explorados durante o filme.

Com um filme divertido, Deadpool 2 agrada bastante mas poderia ter sido mais corajoso em diversos aspectos. O ponto alto fica com as cenas pós créditos, inteligentes, divertidas e bastante audaciosas. O filme estreia dia 18 de maio em todo o Brasil.


#Marvel #morenabaccarin #Deadpool #RyanReynolds #fox

0 visualização0 comentário
Design sem nome (63).png
  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon